Na ONU, Bolsonaro defende sua atuação na pandemia e fala em “campanha de desinformação” sobre Amazônia e Pantanal

SÃO PAULO – Na abertura da 75ª edição da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu a postura adotada por seu governo no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus e rebateu críticas internacionais à política ambiental brasileira. Assista o discurso pelo vídeo acima.

O pronunciamento ocorre em um contexto de forte pressão internacional sobre políticas ambientais no Brasil, com o aumento nos registros de desmatamento na Amazônia e o recorde de queimadas no Pantanal.

“Somos vítimas de uma das mais brutais campanhas de desinformação sobre Amazônia e o Pantanal. A Amazônia brasileira é sabidamente riquíssima. Isso explica o apoio de instituições internacionais a essa campanha escorada em interesses escusos que se unem a associações brasileiras aproveitadoras e impatrióticas com o objetivo de prejudicar o governo e o próprio Brasil”, disse o presidente.

“O mundo cada vez mais depende do Brasil para se alimentar. Nossa floresta é úmida e não permite a propagação do fogo em seu interior. Os incêndios acontecem praticamente nos mesmos lugares, no entorno leste da floreste, onde o caboclo e o índio queimam seus roçados em busca de sua sobrevivência em áreas já desmatadas. Os focos criminosos são combatidos com rigor e determinação”, continuou.

Esta é a segunda vez que Bolsonaro faz o discurso de abertura do debate geral. Desde 1949 cabe tradicionalmente ao chefe de Estado brasileiro no exercício do mandato fazer o pronunciamento inaugural do evento.

O país também tem sido lembrado pelo elevado número de contaminações e óbitos contabilizados em meio à pandemia do novo coronavírus.

mais informações em instantes

The post Na ONU, Bolsonaro defende sua atuação na pandemia e fala em “campanha de desinformação” sobre Amazônia e Pantanal appeared first on InfoMoney.