Equilíbrio fiscal depende da aprovação de reformas, avalia a economista-chefe da ARX Investimentos

Entendemos que a maior preocupação do mercado hoje é a maneira com que o Brasil vai lidar com o aumento dos gastos públicos em resposta à crise do Covid-19. Essa expansão fiscal tende a gerar um aumento de 20 pontos percentuais na relação dívida pública e Produto Interno Bruto (PIB) até dezembro. “O Brasil vai precisar aprovar reformas, como a tributária, além de promover privatizações e concessões para equilibrar esse cenário e voltar a gerar crescimento”, diz Solange Srour, economista-chefe da ARX Investimentos.

The post Equilíbrio fiscal depende da aprovação de reformas, avalia a economista-chefe da ARX Investimentos appeared first on InfoMoney.