Homem morre nos EUA após se automedicar com cloroquina

Um homem morreu nesta segunda-feira (23), no estado americano do Texas, após se automedicar com cloroquina. A droga, utilizada por pacientes que sofrem de lúpus, artrite e outras doenças, é uma das que estão sendo testadas para tratar pacientes com o novo coronavírus.

Segundo um boletim médico do hospital Banner Health, em Phoenix, o homem e a esposa, ambos com mais de 60 anos, ingeriram fosfato de cloroquina, substância utilizada para a limpeza de aquários. Eles foram para o hospital cerca de 30 minutos depois da ingestão. O homem não resistiu, e a mulher está internada em estado crítico.

Em comunicado à imprensa, Daniel Brooks, um dos diretores do hospital, pediu para que médicos não receitem cloroquina para pacientes que não precisam do remédio.

“O que menos queremos agora é nossa enfermaria inundada por pacientes que acham que encontraram uma solução vaga e arriscada, mas que pode piorar a saúde deles”, disse Brooks.

Nos Estados Unidos e na Europa, a cloroquina está sendo utilizada para tratar pacientes mais graves, mas os testes ainda estão sendo conduzidos. No Brasil, o Hospital Albert Einstein também está testando a droga, e o presidente Jair Bolsonaro já ordenou o aumento da produção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui