Torcida do Guarani vai ao Brinco de Ouro mesmo com proibição por coronavírus

A restrição de público no estádio não surtiu o efeito desejado pelas autoridades em Campinas, no duelo entre Guarani x Ponte Preta, último jogo do Campeonato Paulista antes da suspensão por conta do coronavírus.

No entorno do Brinco de Ouro, a torcida bugrina se concentra em grande quantidade. Até um telão foi instalado perto do estádio, e os bares estão lotados. A concentração começou na chegada do time. Os jogadores foram recebidos com sinalizadores e cantos de apoio.

Na saída da concentração, a delegação da Ponte Preta também foi recepcionada pela torcida.

Tentativa

Mais cedo, o Guarani entrou com uma ação na 2ª Vara da Fazenda Pública – Foro de Campinas, para tentar liberar a entrada da torcida no estádio. Em sua decisão, a juíza Fernanda Silva Gonçalves, que indeferiu a liminar, afirmou que como a cidade de Campinas já registra casos de coronavírus, a medida que estabelece os portões fechados é “absolutamente necessária e deve ser cumprida, não merecendo qualquer intervenção do Poder Judiciário”.

A magistrada completou, alertando. “A função do poder público agora é mobilizar e determinar que a população NÃO SAIA DE CASA, fique no mais absoluto resguardo até que o vírus se dissipe a fim de evitar uma superlotação dos serviços hospitalares. É certo que há funções essenciais à segurança e saúde que não podem ser interrompidas. O futebol, conquanto seja a paixão nacional, pode. Tanto pode que a CBF determinou a interrupção de todos os campeonatos nacionais, excepcionando e talvez seja um caso isolado o jogo de hoje a noite, a fim de que os dois times completem a 10ª rodada e o torneio seja suspenso em igualdade de condições entre todos os clube”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui