‘Ressurgiremos mais fortes e mais preparados’, diz presidente da Fifa sobre crise

O presidente da Fifa, Gianni Infantinno, declarou nesta segunda que a federação está tentando encontrar soluções para a crise causada pelo coronavírus através da cooperação com as confederações mundo afora.

Em nota, o cartola revelou estar confiante ao dizer que acredita que o futebol se recuperará bem do momento, e destacou que o esporte pode contribuir para recuperação global. “Como todos sabem, a Organização Mundial da Saúde (OMS) elevou a situação da doença Covid-19, causada pelo coronavírus, ao estado de pandemia. Nessas circunstâncias, devemos fazer todo o possível para proteger torcedores, jogadores, técnicos e todas as outras pessoas envolvidas no nosso esporte. Ressurgiremos mais fortes e mais preparados”.

Infantino também disse que as autoridades do mundo do futebol devem todas as medidas necessárias para evitar a propagação do vírus, como a lavagem frequente das mãos, e evitar o toque no rosto, especialmente, nariz e boca, conforme a orientação da OMS.

“Até agora, a comunidade futebolística global tem demonstrado um grande sentido de solidariedade e unidade diante desta ameaça. Quando deixarmos para trás este grave risco para a saúde da humanidade, teremos de manter esta atitude quando pensarmos na melhor forma de lidar com as consequências desta situação para o futuro do futebol”, disse.

A Fifa está em contato regular com todos os envolvidos no futebol durante o período, que classificou como “difícil”. O órgão máximo do futebol tentará encontrar soluções em um espírito de cooperação, levando em conta os interesses de todos os níveis.

“A saúde e a solidariedade desportiva devem ser os princípios orientadores das decisões tomadas neste momento crucial. Estou convencido de que a comunidade futebolística mundial honrará os valores do nosso esporte. Não podemos esquecer que o esporte em geral e o futebol em particular podem contribuir, e acredito que contribuirão, para a recuperação global quando voltarmos à normalidade, espero que o mais rápido possível”, afirmou.

“As situações complicadas nos oferecem a oportunidade de nos reunirmos como sociedade, de mostrarmos do que somos capazes quando trabalhamos juntos e de emergirmos mais fortes e mais bem preparados para o futuro. Protejam-se e cuidem dos outros. Saudações esportivas”, encerrou.

* Com EFE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui