Covas anuncia suspensão de rodízio e medidas de enfrentamento ao coronavírus

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou nesta segunda-feira (16) medidas de combate e prevenção ao novo coronavírus. O Estado de São Paulo tem 152 casos positivos da Covid-19.

Em entrevista ao Brasil Urgente, da TV Bandeirantes, o prefeito anunciou que desde o dia 10 de janeiro a cidade já adota medidas de combate e prevenção ao coronavírus e que, neste momento, as medidas serão intensificadas.

“A partir da identificação da transmissão comunitária, tomamos medidas para evitar aglomerações para que fosse evitada a transmissão do vírus. Agora, as medidas serão ainda mais fortes”, disse.

Covas anunciou a suspensão, por tempo indeterminado, do rodízio para os veículos da cidade, a partir desta terça-feira (17) permitindo assim que as pessoas evitem o uso do transporte público.

“Fica suspenso o rodízio para evitar o uso do transporte público e das super lotações. É uma suspensão por tempo indeterminado”, afirmou.

Segundo o prefeito, 481 eventos da prefeitura de São Paulo foram cancelados neste final de semana após o aumento no número de casos no Brasil. Atualmente, o Brasil tem 234 casos positivos da doença.

Como intensificação da medida para evitar aglomerações, a prefeitura passa a não conceder mais alvarás para eventos, e os que estivem o documento ativo serão suspensos.

Seguindo a determinação do governo do Estado, o município também deixará os servidores com mais de 60 anos em casa.

“Servidores públicos municipais com mais de 60 anos, que fazem parte do grupo mais sensível ao vírus, vão trabalhar de casa, como também foi anunciado pelo governo do Estado”, disse Covas.

O prefeito também anunciou o aumento de leitos de UTI nos hospitais públicos da cidade. Serão 490 leitos adicionais, de acordo com o prefeito.

Para evitar a proliferação do vírus no transporte público, Covas anunciou que toda a frota de ônibus da cidade será lavada com água sanitária no final do dia.

Mudança para prefeitura

O prefeito ainda anunciou que se mudou para a sede da prefeitura, no centro de São Paulo.

Covas, que se recupera de um câncer na região do estômago, passa a morar na prefeitura a partir desta segunda.

“Estou me mudando para prefeitura de São Paulo. Passarei a dormir aqui para acompanhar 24 horas por dia 7 dias da semana a expensão dessa questão na cidade de São Paulo”, disse.

O prefeito ainda ressaltou que a pandemia pode sofrer um pico na cidade de São Paulo nos próximos três meses, portanto, todas as medidas adotadas pela prefeitura a partir desta segunda são por tempo indeterminado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui