Covid-19: Cazaquistão decreta estado de emergência; medida impõe restrições

O presidente do Cazaquistão, Kasim-Yomart Tokayev, assinou decreto que coloca o país em estado de emergência até 15 de abril, diante da propagação do novo coronavírus. A medida impõe a introdução de restrições de entrada e saída do país, que até o momento registrou oito casos de Covid-19.

Com a decisão, no Cazaquistão, estão limitados o funcionamento de grandes espaços comerciais, foram suspensas as atividades de centros comerciais e entretenimento, como eventos culturais e esportivos, exposições e outros lugares com grande afluência de pessoas. Celebrações familiares e comemorativas também estão proibidas.

As lojas que vendem alimentos, mercados, assim como outros pequenos e médios estabelecimentos, seguirão funcionando, de acordo com o Ministério de Comércio e Integração.

Com a exceção de diplomatas cazaques e estrangeiros e membros de organizações internacionais, fica restrita a entrada no território, assim como a saída, por todos os meios de transportes.

O decreto ainda cria uma comissão para garantir o estado de emergência e reforçar à proteção ao público, ordena medidas de saúde e de combate ao coronavírus em grande escala.

*Com informações da EFE.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui