Após sugerir adiamento, Bolsonaro posta vídeos de manifestações

O presidente Jair Bolsonaro compartilhou dois vídeos em seu perfil do Twitter, neste domingo (15), sobre as manifestações populares organizadas a favor do governo.

O primeiro mostra motoqueiros vestidos com camisas em alusão ao Brasil em Belém, Pará. Ele foi publicado originalmente na conta do deputado federal Éder Mauro (PSD-PA), líder da bancada da bala na região Norte na Câmara, com a hashtag #BolsonaroDay.

Já o segundo vídeo compartilhado pelo presidente mostra pessoas em motos aquáticas navegando por um rio empunhando bandeiras do Brasil.

Na última quinta (12), o presidente apareceu de máscara na transmissão ao vivo feita pelas redes sociais e sugeriu que concordava com o adiamento das manifestações, falando em atrasar o ato em “dois ou três meses”. De acordo com ele, o agrupamento de pessoas poderia ajudar a propagar o vírus e, se “explodir” o número de casos, os “hospitais não darão conta”.

“O que devemos fazer agora é evitar que haja uma explosão de pessoas infectadas porque os hospitais não dariam vazão. Se o governo não tomar providências, sobe o número de casos, e depois de um certo limite o sistema não suporta. Como presidente tenho que tomar uma posição, apesar de o movimento não ser meu”, explicou.

Em pronunciamento feito pouco depois na televisão aberta, ele ressaltou que os movimentos “demonstram amadurecimento da democracia e são expressões da nossa liberdade”, mas que deveriam “ser repensados”. “Nossa saúde e dos nossos familiares devem ser respeitadas”, completou.

*Com Estadão Conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui