Morre Gustavo Bebianno, ex-ministro de Bolsonaro, aos 56 anos

SÃO PAULO – Morreu na manhã deste sábado (14) em Teresópolis, região Serrana do Rio, o ex-ministro de Jair Bolsonaro e pré-candidato a prefeito do Rio, Gustavo Bebianno.

Ele tinha 56 anos e sofreu um infarto quando estava em seu sítio com seu filho. Bebianno passou mal e sofreu uma queda, e acabou morrendo logo após chegar a um hospital da região.

Bebianno foi líder do PSL e ocupou a Secretaria-Geral da Presidência no atual governo durante pouco mais de um mês. Durante as eleições de 2018, ele era presidente do PSL, partido pelo qual Bolsonaro era candidato.

Advogado de formação, ele ofereceu em 2014 seus serviços ao agora presidente, mas só assumiu esta função em 2017, quando Bolsonaro era deputado, mas já tinha intenção de disputar as eleições.

No ano seguinte ele assumiu a coordenação da campanha de Bolsonaro, sendo anunciado como Secretário-Geral da Presidência logo após o resultado das eleições.

Tão logo o novo governo teve início, porém, Bebianno acabou se tornando o pivô da primeira crise de Bolsonaro, inicialmente por conta de uma troca de farpas com o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente.

Em seguida, ele acabou demitido após o estouro do escândalo do uso de candidaturas laranja nas eleições de 2018 para desviar verbas públicas, publicado pelo jornal Folha de S. Paulo. Ele sempre negou as irregularidades.

No ano passado, ele se filiou ao PSDB, partido pelo qual pretendia disputar a Prefeitura do Rio. Segundo o partido, o lançamento oficial da candidatura seria em 4 de abril.

Aproveite as oportunidades para fazer seu dinheiro render mais: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!

The post Morre Gustavo Bebianno, ex-ministro de Bolsonaro, aos 56 anos appeared first on InfoMoney.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui