Em CPI, Dono da LaMia culpa controladora de voo por acidente com a Chapecoense

O empresário Ricardo Albacete, dono do avião que caiu levando o time da Chapecoense, em 2016, culpou a controladora de voo colombiana Rionegro pelo desastre. O venezuelano, fundador da LaMia, esteve em uma audiência pública na CPI que acompanha a situação das vítimas e familiares do acidente.

Albacete se isentou da responsabilidade e reclamou que, até o momento, não recebeu qualquer indenização das seguradoras. Ele alega, no entanto, ter provas de que funcionários da LaMia receberam valores das apólices.

A senadora Leila Barros, do PSB do Distrito Federal, questionou o empresário sobre o caso. “Considerando que as apólices foram pagas às famílias dos tripulantes, você pode comprovar que não recebeu nenhuma compensação ou do Fundo Humanitário pelas perdas que você teve?”

O fundador da empresa afirmou que recebeu “apenas ameaças” e mostrou documentos que comprovariam sua defesa.

O senador Jorge Kajuru, do Podemos de Goiás, cobrou os responsáveis pelas indenizações por uma solução definitiva.

“Então a gente torce para isso, para ela atender de fato as necessidades do cliente. E se pode fazer um negócio valendo quase 150 bilhões de reais, a maior seguradora do mundo não tem argumento nenhum para deixar de cobrir os seus compromissos com os familiares das vítimas da tragédia. Esta CPI tem a obrigação de cobrar e sei que assim agirá.”

Em meio a pressão dos parlamentares, os senadores não descartam ampliar as convocações. O relator da CPI, Izalci Lucas, do PSDB, avalia que o governo brasileiro poderia ajudar.

“Senador Kajuru, nós já chamamos e já ouvimos, se for necessários iremos ouvir novamente. Não tenho dúvida, como estamos fazendo a nossa parte, o governo também fará.”

A CPI da Chapecoense, que tem relatoria de Izalci Lucas, deverá avançar até o segundo semestre. A aeronave da LaMia levava a delegação do time para a Colômbia, onde seria disputada a final da Copa Sul Americana.

*Com informações da repórter Camila Yunes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui