Desempregados estão, em média, há um ano e três meses sem trabalho, diz pesquisa

Os desempregados brasileiros estão, em média, há um ano e três meses sem trabalho. O levantamento foi feito pelo SPC Brasil e pela Confederação Nacional de Dirigentes Logistas (CNDL).

Segundo a pesquisa, a falta de emprego atinge principalmente os mais pobres, as mulheres, os jovens e quem possui apenas o ensino médio. O impacto é grande, já que 91% deles contribuíam de alguma forma com as despesas da casa enquanto trabalhavam.

Para Daneil Sakamoto, gerente de projetos da CNDL, a explicação para o alto período de desemprego passa pela falta de capacitação.

“A gente sabe que existem empresas com vagas de trabalho, mas que não possuem pessoas qualificadas para essas vagas. Acreditamos que a qualificação dessa grande massa de desempregados é fundamental para acelerar a geração de novas vagas de trabalho e o preenchimento de vagas que estão abertas.”

A demora para arrumar um emprego tem feito com que essas pessoas busquem alternativas para se sustentar. Apesar da preferência pela carteira assinada, a busca pelo trabalho informou cresce cada vez mais.

Segundo a pesquisa, quatro em 10 desempregados recorrem a uma ocupação temporária.  Entre as opções mais buscadas estão os serviços gerais e o comércio de produtos e alimentos.

*Com informações do repórter Vinícius Moura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui