Bolsa recupera e fecha em alta de 13%; dólar bate novo recorde a R$ 4,81

Depois da perda histórica registrada nesta quinta-feira (12), com o acionamento de dois circuit breaker no mesmo dia, o principal índice da bolsa de valores brasileira, a B3, fechou em alta de 13% nesta sexta-feira (13). No entanto, este foi o pior desempenho semanal da Ibovespa desde outubro de 2008, quando a economia global enfrentava a crise financeira.

O dólar fechou em alta e bateu R$ 4,81, após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarar emergência nacional no país por conta do coronavírus. Ontem, a moeda quase bateu R$ 5, mas fechou o dia em R$ 4,78.

Nesta manhã, o dólar recuou ante o real, acompanhando a recuperação parcial dos mercados internacionais. Ações do Banco Central brasileiro e do ministério da Economia estão entre as medidas responsáveis pelo alívio parcial da cotação.

China e Japão também anunciaram novas medidas de estímulo fiscal e monetário, e o Banco Central da Noruega fez um corte de juros, a fim de tentar amenizar os impactos econômicos da pandemia do novo coronavírus.

* Com informações do Estadão Conteúdo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui