Polícia da Venezuela reprime manifestações contra Maduro

A polícia de choque da Venezuela dispersou nesta terça-feira (10), com gás lacrimogênio, uma manifestação contra o ditador Nicolás Maduro. O ato foi convocado pelo autoproclamado presidente do país, Juan Gauidó.

Os manifestantes seguiam rumo à Assembleia Nacional e tinham como objetivo a retomada do controle do Parlamento. Desde janeiro, o Legislativo venezuelano é comandado por parlamentares chavistas.

Ao dar a largada no protesto, Guaidó disse que estava se iniciando uma “etapa de luta” que será mantida até a obtenção de resultados.

Também em Caracas, apoiadores do regime de Maduro realizaram uma contramanifestação, chamando o líder oposicionista de “traidor da pátria”. Segundo a oposição ao regime, durante o protesto, a Polícia Nacional da Venezuela prendeu três deputados que apoiam Guaidó.

*Com informações do repórter Afonso Marangoni

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui