Levou ‘cano’ do MC Livinho? Vampeta defende Audax e dispara: ‘Não teve festa nenhuma!’

Anunciado como novo reforço do Audax e registrado até no BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, MC Livinho tinha tudo para se tornar a grande atração da Série A2 do Campeonato Paulista, mas surpreendeu e “se aposentou” do futebol antes mesmo de entrar em campo. A desistência do cantor ocorreu na última terça-feira, a uma hora de sua apresentação oficial no clube, em Osasco.

A sala de imprensa estava pronta, e jornalistas de diversos veículos de comunicação haviam sido escalados para cobrir a primeira entrevista coletiva do artista, que chegaria de helicóptero ao CT do Audax. Mas Livinho não apareceu. A justificativa? Não daria para conciliar as agendas de cantor e jogador.

Teria o Audax levado um “cano” do funkeiro?

Presidente do clube de Osasco e comentarista do Grupo Jovem Pan, Vampeta abriu o jogo. Em participação no Esporte em Discussão desta quarta-feira, o pentacampeão mundial mostrou certa irritação com o assunto, é verdade, mas tratou de negar que o Audax tivesse montado uma “operação especial” para apresentar o cantor.

“Não teve festa nenhuma!”, disparou Vampeta. “Para vocês que não frequentam o Audax (saberem), aquilo ali fica montado todo dia! Como o Corinthians tem a sua sala de imprensa, como o São Paulo também tem… Não é nada montado! Se você for visitar o Audax, você vai lá e pode tomar um café, uma cerveja… Aquilo tudo que vocês viram, se vocês chegarem lá agora, vai estar tudo do mesmo jeito!”.

“O CT do Audax tem um parque de diversão, um zoológico… As crianças que estudam nas escolas municipais de Osasco vão lá passear. Tem lanche, salgadinho, refrigerante… Tem tudo! Então, para quem viu a imagem e está achando que aquilo foi montado para o Livinho, não foi! Se chegar lá hoje de tarde, de manhã… Todo dia tem aquilo!”, acrescentou.

Segundo Vampeta, o Audax não foi lesado com a desistência de Livinho. O ex-jogador explicou como se deu a negociação com o cantor e disse que a repercussão do caso acabou sendo boa para o clube.

“Todo mundo leu, comentou… Marketing é marketing!”, afirmou. “O Livinho tem muita amizade com o dono do clube, que é o Seu Mário Teixeira, e assinou com a gente há mais de um mês. O cara é amigo da gente lá. Chegou e falou: ‘deixa eu assinar um contrato aqui com vocês…’. E eu disse: ‘bora!’ Ele queria jogar um jogo lá em Osasco, mas não deu porque o cara faz muito show, né? Ele não para, não tem tempo! O Seu Mário fez um contrato simbólico de um salário mínimo, e esse valor seria doado para uma instituição de caridade”, revelou.

“Mas o problema é que isso dura só 24, 36 horas… Eu queria que falassem do Audax todos os dias!”, brincou Vampeta, antes de novamente tratar com bom humor o “cano” do artista no clube do qual é presidente. “O Livinho é cantor, gente! Tem contrato até 31 de maio com a gente, mas é cantor! Ele que queira trocar o quanto ele ganha por mês por um salário mínimo… Ele que deixe de fazer show!”, finalizou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui