Bolsa reabre e Ibovespa tem queda de 10,12% após segundo circuit breaker na semana

SÃO PAULO – A B3 reabriu e o Ibovespa opera com queda de 10,12% a 82.880 pontos após o segundo circuit breaker da semana. O pânico foi disparado pelo anúncio da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que o coronavírus agora é uma pandemia. O dólar comercial sobe 1,99% a R$ 4,7359 na compra e a R$ 4,7379 na venda.

O dólar futuro para abril tem alta de 2,14%, para R$ 4,754. Hoje, o Banco Central anunciou que interrompeu a oferta de dólar à vista e voltará a fazer leilões de swap.

O índice já recuava mais de 5% nesta quarta-feira (11) com investidores decepcionados em meio à falta de mais detalhes do plano do presidente Donald Trump para estimular a economia do país, impactada pelo Covid-19. Os índices Dow Jones e S&P 500 recuam 5,51% e 4,91% respectivamente.

Já as bolsas europeias viraram para queda à tarde e fecharam no negativo. Até o fim da manhã os índices subiam em meio às falas da presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, de que há risco dessa crise ser como a de 2008 e, portanto, a autoridade monetária precisaria agir. A reunião do BCE ocorre amanhã. Além disso, o banco central da Inglaterra cortou inesperadamente a taxa básica de juros em 0,50 ponto porcentual.

A União Europeia anunciou que usará 25 bilhões de euros para combater os efeitos do coronavírus, que obrigou a Itália a adotar medidas radicais para evitar a propagação da doença. O número de casos do coronavírus superou 110 mil no mundo e mil nos EUA.

Por aqui, o Ministério da Economia reduziu a projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2020 para um crescimento de 2,1%, ante 2,4% anteriormente.

O Ministério da Saúde divulgou que subiu para 37 o número de casos confirmados de coronavírus, mas o número de suspeitos caiu de 893 para 876. Já houve 880 casos descartados. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse que nada muda no Brasil com a declaração da OMS de que a Covid-19 é uma pandemia.

Entre os indicadores, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu a 0,25% em fevereiro, acima da expectativa dos economistas consultados no consenso Bloomberg, que apontava para uma alta a 0,15%. Apesar disso, foi o menor resultado para um mês de fevereiro desde 2000, quando o índice foi de 0,13%.

No ano, o IPCA acumulou alta de 0,46% e, nos últimos 12 meses, de 4,01%, abaixo dos 4,19% observados nos 12 meses imediatamente anteriores.

Como consequência, no mercado de juros futuros, o DI para janeiro de 2022 virou para alta de 11 pontos-base a 4,53%, DI para janeiro de 2023 avança 21 pontos-base a 5,44% e o DI para janeiro de 2025 ganha 21 pontos a 6,41%. Depois de refletir o IPCA no início da sessão, os juros agora operam exclusivamente na conta do coronavírus, assim como os demais ativos do mercado financeiro.

Política

Paulo Guedes, ministro da Economia, enviou ofício aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), na noite desta terça-feira (10), pedindo prioridade na votação de projetos da agenda econômica. “Considerando o agravamento da crise internacional em função da disseminação do coronavírus e a necessidade de blindagem da economia brasileira, o Ministério da Economia propõe acelerar a pauta que vem conduzindo junto ao Congresso Nacional”.

Ele ainda destacou que as matérias já em tramitação “são extremamente relevantes para resguardar a economia do país, aumentar a segurança jurídica para os negócios e atrair investimentos”. Entre as matérias prioritárias citadas estão autonomia do BC, privatização da Eletrobras, marco legal do saneamento e PECs do pacto federativo.

“Com a continuidade de reformas estruturais que o país precisa, será possível recuperar espaço fiscal suficiente para a concessão de outros estímulos à economia”, diz o ofício. A equipe econômica prepara reforma tributária e diz que reforma administrativa será encaminhada em breve.

Ainda em destaque, um impasse entre os partidos de centro ameaça deixar para depois de 15 de março a votação sobre o chamado “orçamento impositivo” no Congresso. Uma tentativa de chegar a um acordo na noite de ontem fracassou. A sessão mista da Comissão do Orçamento foi interrompida e deve ser retomada hoje.

Eleições americanas 

O ex-vice-presidente Joe Biden foi o grande vencedor das primárias realizadas em seis estados ontem e consolidou seu favoritismo na disputa pela candidatura do Partido Democrata à presidência dos Estados Unidos.

Biden derrotou Bernie Sanders em Michigan, o maior prêmio da noite e um dos estados em que Sanders havia obtido uma vitória surpreendente – e apertada — contra Hillary Clinton, há quatro anos. Confira mais clicando aqui. 

Noticiário corporativo 

A União indicou na noite de ontem o executivo Antônio Cássio dos Santos para o cargo de presidente do Conselho de Administração da resseguradora IRB Brasil RE (IRBR3). O executivo chega com a missão de recuperar a imagem da empresa, abalada por escândalos. Já o Magazine Luiza (MGLU3) deverá ratificar na sua Assembleia de 9 de abril o aumento de capital da companhia para R$ 6 bilhões. As locadoras Movida (MOVI3) e Localiza divulgaram balanço na noite de ontem.

Ainda em destaque, Tim e Vivo manifestam interesse em negociar compra da Oi móvel, a Vale foi elevada a compra pelo HSBC e, na Petrobras, o Conselho da estatal aprovou plano para equacionar o déficit da Petros.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

The post Bolsa reabre e Ibovespa tem queda de 10,12% após segundo circuit breaker na semana appeared first on InfoMoney.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui