Regina Duarte vai apresentar ações como secretária da Cultura em comissão

A recém-empossada secretária especial da Cultura, Regina Duarte, vai participar de uma reunião para expor os programas e ações a serem executados à frente da pasta. O convite foi aprovado nesta terça-feira (10) pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte.

Em entrevista ao programa Fantástico, da TV Globo, neste domingo (9) Regina chegou a afirmar ter sido alvo de “uma facção” que quer ocupar seu lugar no governo, o que gerou bastante repercussão. Devido a supostas dificuldades internas enfrentadas por ela já nos primeiros dias no cargo, o senador Prisco Bezerra (PDT-CE) disse ser importante ouvir a secretária e identificar como os parlamentares podem contribuir com sua gestão.

— Eu acho que é mais uma oportunidade para saber da nova secretária quais as ideias. Até porque a gente sabe que ela já vem no início passando por algumas dificuldades internas dentro do próprio governo, e nosso objetivo aqui é de realmente colaborar — avaliou.

O requerimento para o convite foi apresentado pelo senador Dário Berger (MDB-SC), que ressaltou a relevância desse debate para a atuação dos senadores que integram a comissão.

“Convidamos a secretária para expor seus programas, projetos, ações e prioridades para a cultura, uma vez que esse tema é muito recorrente e muito caro para nós da Comissão de Educação, Cultura e Esporte”, ressaltou.

Regina Duarte assumiu o cargo, que é subordinado ao Ministério do Turismo, na semana passada, após 45 dias do convite feito pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. O desempenho da secretária durante a entrevista concedida ao programa Fantástico foi destacado positivamente pelo senador Eduardo Girão (Podemos-CE).

“Ela conseguiu trazer muita verdade e compromisso com a cultura. Espero que ela cumpra esse papel. Que ela tenha paciência, porque a gente sabe que não é fácil o trabalho, mas que ela consiga mediar esses conflitos, consiga apaziguar, como ela demonstrou ali, interesse de construir caminhos para que a cultura volte a se desenvolver”, disse.

* Com informações da Agência Senado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui